Blog Archives

_MG_9095P&B

Um dia feliz!

ago 16

Allan e Adna são de Belém/PA, se casaram lá e estavam em lua-de-mel em Natal. Antes mesmo do casório, Allan havia agendado a sessão trash the dress comigo. Como vieram de longe, trouxeram só a versão “resumida” do vestido de noiva (o vestido que Adna usou só na festa, pra conseguir dançar, menor e mais simples).

Eu fico realmente feliz quando percebo que meu trabalho é registrar momentos de realizações, como esse: realização plena daquilo que um dia foi um sonho de amor desse casal!

(Espero que tenham paciência pra esperar carregar o vídeo e assitir inteiro, é curtinho. A dica é apertar o play e logo em seguida pausar… deixar pausado até carregar toda a barra vermelha, só então dar play de novo)

DK_Renata_064

Renata!

ago 15

…Assim, com exclamação e sem grandes explicações: Lindamente grávida!

DK_Renata_013
DK_Renata_014
montagem1
DK_Renata_058
DK_Renata_063
DK_Renata_064
DK_Renata_066
DK_Renata_078
DK_Renata_085
mont2
DK_Renata_105
DK_Renata_109
mont3
DK_Renata_117

Era um projeto de Gládis Vivane, jornalista que trabalha com moda e vislumbrou um mundo editorial melhor e menos “vendido”. Era um projeto, hoje é concreto… real… aconteceu, se materializou e vai ser celebrado com uma festa de lançamento amanhã à noite.

Era um projeto tão bom, que me encantei e com muito prazer aceitei o convite pra fazer as fotos.

Era um projeto tão bom, que as leis de incentivo locais acreditaram e bancaram. Muitos pontos pra eles! leis bem aplicadas assim, possibilitam trabalhos isentos… arte livre! Primeiro ponto já vem do fato de terem enxergado moda como arte – pouca gente consegue! E essa é mesmo a proposta de Gládis.

Era um projeto tão bom que Gládis ralou muito, mas nunca desacreditou. Depois de aprovado, ela ralou mais ainda se fazendo presente em cada detalhe. Ela foi tudo, sozinha, que uma revista precisa! Deixo nessa revista muito suor… e um bocado de alma.

Era um projeto tão bom que se eu fosse você não perderia por nada a oportunidade de festejar junto o seu “parto”. De estar presente nesse lançamento, tocando num sonho que passou a ser real.

Abaixo, algumas fotos que fiz do makinf of de um dos trabalhos, enquanto a modelo era preparada pelas mãos de fada de Nalva. Nesse caso, especificamente, a maquiagem usada é cênica, reproduzindo uma personagem que Gládis idealizou pra sessão. Mostro só o making of pra ficarem com água na boca e ansiosos por ver o trabalho finalizado… lindo!! Notem o extremo cuidado da dupla Gládis+Nalva, dando a dica de que a revista não é qualquer revista mesmo! A elas, meus parabéns!!

Serviço:
Lançamento da Revista Salto Agulha
Onde: Solar Bela Vista
Quando: Quarta, 14/07/2010, 20h
Confirmar presença pelo email contato@saltoagulha.com
Pra conhecer mais do trabalho de Gládis: www.saltoagulha.com
Pra conhecer mais do trabalho de Nalva: www.cafesalao.com

_MG_0254
_MG_0285
_MG_0267
_MG_0299
_MG_0303
_MG_0276
_MG_0284
_MG_0313
_MG_0321
_MG_0307
_MG_0308
_MG_0312
_MG_0320
_MG_0322
_MG_0317
_MG_0454
convite-1

A capa:

Revista-salto-agulha

DK200310_0721

Festinha!!!

jul 08

E uma festa que tem como dancing um tablado sobre a lagoa que, iluminada, fica verdinha?!… Uma festa com gente linda, amiga, simpática e muuuito animada, que ‘se jogou na mega balada’!… E noivos que brindam com cachaça???!! ADOOOROOO!!!!

DK200310_0564
DK200310_0721
mont12
DK200310_0789
mont13
DK200310_0705
mont14
mont15
mont16
mont17
mont18
mont19
mont20
mont21
mont22
mont25
mont23
DK200310_1180
mont24

Ando tão ausente. Eu mesma sinto falta de mim por aqui…

Mas nem quero entrar de novo naquele papo de que viiiivo sem tempo, ficar me desculpando e justificando o injustificável… quero agir. Reagir!!! Bora tocar a bodega, né? Faço assim: vou mesclando umas coisas de agora com outras do ano passado (muuuuuita coisa do ano passado que nunca mostrei!), e assim a gente vai atualizando a conversa.

E vamos falar dos meus noivinhos premiados??

Renata e Samuel nasceram um pro outro! piegas? aráaaa… tenho como provar que tudo foi premeditado pelos seus pais: eles vieram ao mundo e receberam o mesmo sobrenome, Oliveira. Sendo assim, continuam com o mesmo nome de solteiros ainda depois de casados, e ao mesmo tempo carregam o nome um do outro. Ok… a explicação foi tosca, mas é isso… os dois são Oliveira desde sempre e pra sempre! Pra mim, isso é um sinal divino!

O meu carinho pelos dois não se explica! Ou melhor… talvez se explique pelo fato de que foram os primeiríssimos a me procurar aqui em Natal quando voltei de Sampa, mas só isso não basta. É que eles são gente fina mesmo! a empatia rolou. Eles disseram de cara que não tinha como eles quererem outro fotógrafo e eu disse “sim” praquele casamento, de cara também, na primeira reunião. Muuuita negociação, troca de emais e uma data trocada… finalmente, tudo deu certo.

Fizemos uma sessão em estúdio e uma externa, antes do casório. Nunca sem antes um “brainstorm”, claro, até decidir lugar, roupa e etc, e, principalmente, o CONCEITO da sessão! Samuca é publicitário e pensou no tal conceito com muito cuidado e carinho (cá pra nós, Rê, que ‘noivo-presente’ você ganhou dos céus! Você não tem noção de como é raro o noivo ao menos topar fazer a sessão… imagina pensar em tudo, como ele fez!!). Ele queria mostrar a todos que as cenas do dia-a-dia dos dois seriam bem mais especiais agora, quando juntos. E, pra simbolizar a alegria, os balões coloridos… que significam a “cor” acrescentada na vida dos dois. Isso na externa. No estúdio, cenas simples do que seria a vidinha nova deles.

Pausa pra uma explicação: Os dois são evangélicos. E ninguém aqui tem noção do que foi 1. fazer Renata segurar uma taça com espumante pra brindar! 2. fazer Renata deitar, mesmo que COMPLETAMENTE VESTIDA, no colchão que montamos no estúdio, e posar embaixo do lençol com o noivo! 3. Renatinha deixar Samuel posar pra mais que 2 fotos sem camisa. E 4. Conseguirmos ALGUMAS fotos sem Renatinha segurando a franja! Geeeenteeee… pense numa sessão divertiiidaaaa!!! Samuca, um ator consagrado, tentava fazer a Rê posar relaxadinha… e eu fotografando. Às vezes até filmando, porque as cenas “pediam” o registro completo. E, claro, morrendo de rir.

E pra não acharem que eu tô aumentando e floreando… eu até já dei um “trash the dress” pra eles, por causa da nossa fotinho premiada… e por que tô morreeeeendo de saudades dessa nossa baguncinha toda, claaaro!!

Como cansar num trabalho assim? coooomoooo não amaaar esses dois?!? que agora, até prêmio me deram!!! Tudo foi tão bom e tão especial, que o prêmio veio como resultado. Parabéns pra nós, né?

brinde-1
_MG_1101
comilão
_MG_1210
_MG_1308
_MG_1285
_MG_1271
_MG_1243
_MG_1389
_MG_1660
_MG_1664
_MG_1691
_MG_1575
_MG_1669
_MG_1675
_MG_1697
grama
_MG_1726
_MG_1736
_MG_1764
_MG_1786
_MG_1795

**Ficaram curiosos pra saber onde fica esse paraiso que serviu de cenário? É o condomínio Extremoz Eco Brasil…. perfeeeeeeeeeitooooooo… se eu pudesse MORARIA lá, e faria tooodos os meus ensaios “no quintal de casa”… ;-) E se você quer uma casinha no paraíso, corra aqui que os últimos lotes tão sendo disputados aos tapas!!!

Basta que eu diga que se houvesse uma premiação pra “noivo do ano”, tava eleito Samuca!

Vou sintetizar pra não me perder na falação – sou craque nisso! Vamos aos motivos:

- O cabra preparou um CD surpresa pra Rê ir ouvindo no caminho pro casório!!!!!!! eu pirei com isso… me derreti junto com ela em lágrimas!! Imagina: ela entrou no carro e recebeu uma pasta com as letras de todas as músicas que seriam tocadas no caminho, na sequencia do cd, em inglês e com tradução. Como se não bastasse, um bilhetinho anexado em cada página, escrito à mão, com lembranças e palavras doces pra fazê-la chegar ao altar confiante!
- Na hora dos votos, quando ele deveria FALAR algo pra ela… ele CANTOU! ele COMPÔS uma música especialmente pra ocasião e cantou emocionado, arrancando lágrimas de toooodo mundo que vibrou pelo amor lindo desses dois!

Pronto. Preciso falar mais??

making2
_MG_3296
_MG_3306
_MG_3339
_MG_3362-copy
_MG_3373-copy
_MG_3381
_MG_3396
_MG_3481
_MG_3472
bilhete
_MG_3548
_MG_3569-copy
_MG_3644
_MG_3651
altar
_MG_9811
_MG_4095
altar2
_MG_3842
_MG_4079
_MG_4073

Eu tinha que ver pra crer. Nos oito anos que vivi em São Paulo, sempre jurei que Natal era o túmulo de Momo!… Gratíssima surpresa sacudiu meu carnaval, quando eu não dava mais nada por ele: Poetas, Carecas, Bruxas e Lobisomens, bloco de Ponta Negra que saiu sábado, dia 13. Fui à trabalho, cobrindo pro próprio bloco… mas quem disse que uma coisa impede a outra?!?… Bom demaaaaissss!!!!

Aliás… sobre Ponta Negra… eu nem ‘bem cheguei’ no bairro e já acho que não existe nada melhor em Natal! APAIXONADÍIIIIIISSIMAAA!!!! a sensação é bem parecida com a que eu tinha na Vila Madalena, em Sampa: tá tudo ali, do ladinho, facinho-facinho. Em poucos passos a praia, casas noturnas, restaurantes… um eterno veraneio.

Voltando ao bloco, parabéns aos organizadores. Eu imagino o abacaxi que deve ser botar pra frente um evento como esse aqui em Natal, numa época tradicionalmente morta, e fazer crescer como tem crescido. A sensação que ficou é que basta um empurrãozinho de leve da prefeitura + empresas ligadas ao turismo pra coisa deslanchar e passarmos a atuar de verdade no calendário do carnaval. Temos os artistas… temos gente boa pra produzir… e as fotos provam: temos público, sim!! além do que mostram as imagens, euzinha pessoalmente conheço um bando de gente que sai daqui meio que “a força” nessa época, só pra não morrer de tédio. Assim como conheço um outro tanto, Brasil afora, que viria correndo ao primeiro toque de um instrumento qualquer.

E que me entendam, ‘puramordedeus’! eu NÃO falo de um segundo carnatal! ok… ele já existe, então deixa ele lá em dezembro… tá ótimo pra quem curte, pra quem lucra, enfim… Ao invés de só olhar pra Bahia, que tal ver o exemplo de Recife? eles juntam tudo de bom, numa proposta honesta – onde quem lucra é a cidade, a sua cultura de um modo geral, e não os donos dos cordões que limitam os acessos aos blocos. É popular de verdade! e toca rock, pop, frevo e toda a lista de ritmos regionais… tem espaço pra tudo!

Confesso que por uns minutos sonhei com algo assim aqui, no sábado, quando acabou o bloco. Sabe quando você come um doce e alguém lhe pede o último pedaço, ou ele cai no chão?

Ahhhhhhh… acabou antes da hora… e a boca continuou a salivar!

_MG_8356
palco1
_MG_8187
_MG_8218
_MG_8192
iracema1
_MG_8182
_MG_8211
_MG_8250
_MG_8251
_MG_8199
balao
_MG_8195
_MG_8243
_MG_8246
_MG_8275
_MG_8277
_MG_8281
_MG_8296
_MG_8299
_MG_8264
_MG_8256
_MG_8248
_MG_8249
_MG_8253
_MG_8254
_MG_8255
_MG_8240
_MG_8273
_MG_8285
_MG_8293
_MG_8326
_MG_8349
folia
_MG_8266
_MG_8270
_MG_8271
_MG_8280
_MG_8305
_MG_8308
_MG_8317
_MG_8318
_MG_8319
_MG_8279
_MG_8366
_MG_8362
_MG_8361
bonecos1
edmar
_MG_8324
_MG_8312
_MG_8368
_MG_8298
_MG_8367
_MG_8373
_MG_8374
_MG_8389
_MG_8384
_MG_8390
_MG_8412
multidao
ombros
ombros2
_MG_8444
_MG_8481
_MG_8599
pessoas
_MG_8450
_MG_8464
_MG_8466
_MG_8489
_MG_8526
_MG_8491
_MG_8507
_MG_8505
_MG_8520
_MG_8524
pessoas1
pessoas2
pessoas3
_MG_8590
_MG_8591
_MG_8593
_MG_8594
pessoas4
_MG_8530
_MG_8551
_MG_8556
_MG_8563
_MG_8568
_MG_8567
_MG_8598

…Mesmo que a irmã não tenha seu sangue e o parentesco se dê por pura opção… tudo é tão mais especial! Confesso que a emoção atrapalha um pouquinho. Os sentimentos ficam confusos demais… se por um lado eu queria somente admirar, suspirar, sonhar junto e chorar… por outro, queria ser eu mesma a registrar, claro!!

Rosinha é jornalista pela UFRN, como eu, mas nossa condição de “irmãs” nasceu somente em São Paulo, quando, alguns anos depois de mim, ela chegou por lá. Nada aconteceu por mágica, nem por ‘obrigação’ de conterrâneas. Foi por afinidade, cavada em muita convivência. De pertinho e com carinho e cuidado, fui eu quem estive com ela no desabrochar dessa mulher madura, segura, desenrolada, destemida e confiante que é hoje.

Em nossa casa, na Vila Madalena, compartilhamos medos e inseguranças quanto ao futuro. Sorrimos juntas por nossas crescentes conquistas profissionais. Curtimos juntas tooodas as noites possíveis na ‘paulicéia desvairada’, descobrindo o que é, de fato, uma “baladinha”! Sarajevo, Matrix, Sambacana, Matrix, Bares da Vila, Matrix – sempre o Matrix!… noites quase sempre amanhecidas na banca de pastel da feira da Vila ou na Galeria dos Pães. Curtimos os dias também, claro, especialmente os sábados bem andados pelo Centro, Bixiga, Paulista… que sem dúvida acabavam na Benedito Calixto, em rodas suadas de Ciranda, Côco e Maracatu – pra não esquecer nunca de onde viemos! Brindamos juntas, com cana mesmo (pra ganhar a rua fria!), cada saída! torcemos por cada paquera e choramos o luto de cada decepção amorosa uma da outra – E que ninguém ousasse trapacear uma na frente da outra!

Foi ela quem me deu uma boneca no dia das crianças, aos 33 anos. Me deu uma seleção de classificados, cheia dos piores fiats 147, fusquinhas 66 e chevetts quando eu procurava meu primeiro carro em Sampa. Meu deu “O” vestido maravilhoso com o qual eu tanto queria festejar meus 31 – aliás, me deu também a comemoração mais perfeita desse aniversário! Me ‘cavou’ freelas pra fazer quando a grana tava curta e, pra ela, ‘nunca existiu no mundo fotógrafa melhor que eu!’ (Ui!!!!). Mas, bem além de cada gesto desse, ela se tornou uma fonte constante de carinho e apoio sempre que precisei. Como amiga, ela se mostrou uma excelente e necessária irmã!

E eu ouvi suas lamentações, cansada de esperar pelo carinha bacana. Por aquele que não virasse sapo depois da primeira noite ou do primeiro ano de namoro! Dei conselhos, puxei as orelhas. Mas sempre estive de mãos dadas, pronta pra unir forças e defender seus sentimentos de qualquer um.

E é claro que eu estava com ela quando conheceu Marcelo! Mais que isso: eu brinco que eu trabalhei muuuito pra que ela descolasse um marido! Eu trabalhei semanas na produção e fiz a cobertura fotográfica da festa em que eles se conheceram (na Cinemateca de São Paulo, Prêmio de Cinematografia). E ele podia ter sido mais um sapo no caminho de Rosinha… mas não foi. Marcelo chegou pra ficar! Foi demonstrando e nos conquistando, até que, por fim, num ato de bravura e amor extremos, largou Sampa e acompanhou minha amiga de volta a sua cidade, Natal. Pois é… coragem pra poucos! O paulista mais arretado que conheci! Daí em diante, vocês acompanham a história em cenas, eu me calo. Me deixem agora somente suspirar!

_MG_2584-copy
_MG_2577-copy
_MG_2594-copy
buquedireitoSarina morou com a gente em Sampa e agora mora em Fortaleza, também casada. Tava toda quietinha lá. Mas… quando casa uma irmã, a gente trás outra de surpresa, pra completar afesta!!!

_MG_2628-copy
_MG_2605-copy
_MG_2671-copy
_MG_2656menor
telef-1
_MG_2652-copy
_MG_2695
…quando casa uma irmã a fotógrafa até tira o preto, coloca um vestidão florido, leva o espumante (porque conhece bem o efeito dele na amiga!!!) e até participa do brinde… afinal é madrinha! (foto de Sarina)

champs-1
_MG_2727
_MG_2731
_MG_2735
_MG_2751
_MG_2752
_MG_2786
_MG_2756
_MG_2758-copy
_MG_2747-copy
_MG_2761-copy
make-1.3
_MG_2773-copy
_MG_2783-copy
_MG_2792-copy
_MG_2794-copy
_MG_2798-copy
_MG_2796-copy
_MG_2802-copy
_MG_2804-copy
pulo-1.2
_MG_2822-copy
_MG_2827-copy
_MG_2846-copy
_MG_2848-copy
_MG_2864-copy
_MG_2890
_MG_2892-copy
_MG_2899-copy
_MG_2898-copy
_MG_2908-copy
ESPELHO-1.3
_MG_2917-copy
_MG_2924-copy
_MG_2927
_MG_2930-copy
_MG_2932-copy
_MG_2939-copy
_MG_2950-copy
jardim-1.3
_MG_2943
_MG_2967-copy
jardim-1
entrandocarro-1.2
buquecarro-1
_MG_3012
_MG_3035
_MG_3048-copy
_MG_3051-copy
_MG_3062
_MG_3069-copy
_MG_3076-copy
_MG_3072-copy
_MG_3121 copy
_MG_3059
_MG_3058-copy
E, por fim, quando casa uma irmã… as famíias se juntam, outras irmãs são descobertas e tudo fica feliz assim!

*Rosinha, toda linda pelas mãos de Nalva Melo

MG_3337

Sim!

fev 03

“Promete não deixar a paixão fazer de você uma pessoa controladora, e sim respeitar a individualidade do seu amado, lembrando sempre que ele não pertence a você e que está ao seu lado por livre e espontânea vontade?

quatomar-menor-2
_MG_3104 copy
_MG_3111 copy
_MG_3099 copy
_MG_3093 copy
_MG_3128 copy

- Promete saber ser amiga(o) e ser amante, sabendo exatamente quando devem entrar em cena uma e outra, sem que isso lhe transforme numa pessoa de dupla identidade ou numa pessoa menos romântica?

entrada mont
montagem olhando

- Promete sentir prazer de estar com a pessoa que você escolheu e ser feliz ao lado dela pelo simples fato de ela ser a pessoa que melhor conhece você e portanto a mais bem preparada para lhe ajudar, assim como você a ela?

trazendo mont-1
IMG_6078

- Promete se deixar conhecer?

altarmenor
_MG_3217 copy

- Promete que seguirá sendo uma pessoa gentil, carinhosa e educada, que não usará a rotina como desculpa para sua falta de humor?

_MG_3218 copy
_MG_3220 copy

- Promete que fará sexo sem pudores, que fará filhos por amor e por vontade, e não porque é o que esperam de você, e que os educará para serem independentes e bem informados sobre a realidade que os aguarda?

_MG_3222 copy
_MG_3226 copy

- Promete que não falará mal da pessoa com quem casou só para arrancar risadas dos outros?

_MG_3231
_MG_3232 copy

- Promete que a palavra liberdade seguirá tendo a mesma importância que sempre teve na sua vida, que você saberá responsabilizar-se por si mesmo sem ficar escravizado pelo outro e que saberá lidar com sua própria solidão, que casamento algum elimina?

mont alian
alian-marc

- Promete que será tão você mesmo quanto era minutos antes de entrar na igreja?

_MG_3252
_MG_3264 copy

Sendo assim, declaro-os muito mais que marido e mulher: declaro-os maduros.”

_MG_3290
arroz-azul
_MG_3295maior
_MG_3298 copy
beijo saida_MG_3307 copy
mntagem-amigos-menor
_MG_3337
_MG_3333 copy
povo-bebe
_MG_3323
_MG_3353
_MG_3395
_MG_3378
_MG_3342 copy
_MG_3406 copy
_MG_3437
_MG_3421
_MG_3448 copy
_MG_3604
_MG_3621
pppp
no-chao
_MG_3491
_MG_3517
_MG_3481
_MG_3543
_MG_3538 copy
sarina e pat
dancando
_MG_3536 copy
_MG_3624 copy
_MG_3632
dancing
_MG_3674
_MG_3694 copy
_MG_3712
_MG_3860
festinha
_MG_3794_MG_3804
buquejoga-1
_MG_3914 copy
bolo

* Na condição de madrinha, eu nem deveria ter clicado em vários momentos!! Mas não sei ser madrinha, sorry! Em todo caso, levei comigo um bom assistente e algumas fotos mostradas aqui são dele e estão marcadas na barra da imagem: “Por Cuca”. Cuca é Maurício Rêgo.
** Esse lugar incríiiivel onde rolou o casamento se chama Hellenus, fica nas falésias de Tabatinga (litoral Sul de Natal), e é administrado por uma pessoal igualmente incrível chamada Helleno.
*** O texto que usei nesse post se chama “Sermão do Casamento” e é atribuído a Mário Quintana. Mas há controvérsias e há quem diga que é de Martha Medeiros. Não consegui saber quem tem razão, por isso cito os dois.

- Vai uma sessãozinha antes do casamento??
- Neeeeeeeeeeeeemmmmmmmm!!!!!!!!!
- Puramordedeus!!!! vai ser divertido, juro!!!
- Nunca!!!
- Ok! Você pode escolher qualquer, mas qualquer lugar meeesmo! qual é o lugar que lhe deixa mais tranquilo e à vontade?
- Ahaaaaaaaaa… um bar!
- Pois bem, vamos prum bar!!!

Foi como convenci Marcelo. Simples assim!

_MG_0938 copy
_MG_0940
_MG_0941
_MG_0950
_MG_0949
_MG_0971
_MG_0973
mont-1
_MG_1019 copy
_MG_1022 copy
_MG_1028
_MG_1032 copy
_MG_1034 copy
_MG_1035 copy
_MG_1038 copy
_MG_1040 copy
_MG_1042 copy
mont-2
_MG_1109 copy
_MG_1116 copy
_MG_1156 copy
mont-4
mont-5
_MG_1203 copy
_MG_1209 copy

Claro que não foi em qualquer bar! Foi no Café Salão, de Nalva Melo